29 de dez de 2018

Resenha: Espelho, espelho meu, qual crush escolho eu?


Título: Espelho, espelho meu, qual crush escolho eu?
Autora: Priscila Debly
Editora: Coerência
Número de Páginas: 152
Nota (0 a 5): 4

Este livro conta a história de Anabelle, ou Ana, como ela prefere ser chamada, que encontrou no balé o descarregamento para os seus problemas. Com uma infância complicada, Ana guarda muitos traumas em seu íntimo. Traumas que irão desencadear uma série de problemas na vida da jovem. Aos dezoito anos, enquanto cursava a faculdade de Direito, se vê apaixonada por dois jovens capazes de tirar o fôlego de qualquer moça, e aparentemente, ambos se sentem atraídos por ela… Entretanto, ela ainda desconhece o significado do amor e não consegue decidir por qual rapaz escolher.


A primeira impressão que tive ao ver esse livro foi de que se tratava de uma história adolescente com um triangulo amoroso, fofa, e ótima para se livrar de ressacas literárias. Estava enganada. Esse livro aborda muitos assuntos fortes, mas necessários, como abusos, autoestima e problemas psicológicos. É interessante também, algumas críticas que encontramos no decorrer da narrativa, como a luta por um Brasil melhor e o feminismo.

Ana é uma personagem complexa, apesar da idade e de estar cursando uma faculdade, muitas vezes ela tinha comportamentos infantis, possivelmente por causa da sua infância conturbada. Entretanto, apesar das oscilações da sua autoestima, percebemos o quanto ela tentar lutar para viver um dia de cada vez e muitas vezes cometendo loucuras ou insensatez.

Na maior parte do livro vemos sua indecisão entre os possíveis amores, porém não se deixem enganar, nem tudo é o que parece ser e isso inclui Phillipe e Daniel. Ambos me surpreenderam pelas suas atitudes, no inicio, achei que seria apenas um playboyzinho, principalmente se tratando de Phillipe, mas estava enganada. Daniel também não é o que aparenta ser, e durante a leitura, fiz inúmeras teorias a respeito dele.

Durante o livro também temos algumas passagens de tempo, então encontramos os personagens em sua fase mais adulta. Entretanto, algumas dessas passagens foram demasiadas rápidas e senti falta da riqueza de detalhes e acontecimentos que a autora colocou na maior parte do livro, porém, nem mesmo isso tira o encantamento da história. Quanto o final, é surpreendente e reflexivo, nos fazendo analisar toda a história da personagem e inclusive pensarmos nas nossas próprias vidas. Inúmeras mensagens estão embutidas e é preciso ler com cautela para assim poder compreendê-las.

Separei alguns quotes que merecem serem destacados:

“[…] uma pessoa só é considerada boa o suficiente, se ela tem um celular maravilhoso de última geração, ou se ela usa roupas de marca, e se tem uma vida social na classe dominante. O mundo é injusto, mas recusamo-nos a enxerga-lo, e mudar esta realidade.”

“Muitas pessoas reclamam da rotina, mas quando somos postos em situações diferentes, temos medos de tentar. […]”

“[…] transforme suas fraquezas e dificuldades em mais um motivo para buscar a liberdade da felicidade. A vida é feita de superações e conquistas. Em cada dia há uma nova poesia!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CantinhodaAmiga

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...