27 de set de 2018

Resenha: O Circo da Noite


Título: O Circo da Noite
Autora: Erin Morgenstern
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 368
Nota (0 a 5): 4,5

É muito difícil escrever uma resenha, mais difícil ainda foi escrever a resenha desse livro incrível. Um livro que desperta inúmeras emoções e faz com que você se sinta parte da história.

“O circo parece deserto e abandonado. Mas você acredita sentir um aroma caramelado flutuando na brisa noturna, sob o perfume fresco das folhas de outono. Uma doçura sutil nas fronteiras do frio.”
Com uma narrativa incomum, em segunda e terceira pessoa, Le Cirque des Rêves te transporta para um mundo de sentidos, sonhos e magias.

Dois jovens, Celia e Marco, peões de dois mágicos, Hector e Alexander, disputam um jogo de habilidades, onde a arena é um circo e as armas, a magia. O adversário e o prêmio, eles desconhecem, muito menos sabem quando essa batalha terminará. Entretanto, a cada prova, nasce uma admiração dos talentos do seu competidor. É lindo e mágico ver como suas habilidades são colocadas à mostra e a forma como eles se reconhecem...

A história se passa no final do século XIX e não segue uma ordem cronológica. Com capítulos alternados em momentos temporais diferentes, conhecemos o protagonista da história, Le Cirque des Rêves (sim, em minha concepção o circo foi o personagem principal) e os demais personagens, também deveras importantes. Todos eles são peças fundamentais para a formação do circo.

Não é uma história para ser devorada, mas sim degustada. Deve-se prestar bastante atenção nos títulos dos capítulos para conseguir compreender em que momento e localização a narrativa se encontra. Apesar de parecer confuso no início, o livro é fluido e bem desenvolvido. A história é incrível e as descrições cativantes.

Apenas um único detalhe me impediu de dar cinco estrelas. O fato de não explicar muito bem os dons de Alexander. Em minha concepção, a autora “esqueceu-se” de dar mais informações e detalhes sobre esse misterioso personagem. Entretanto, nem isso tirou o brilhantismo desse livro. Até mesmo a capa combinou perfeitamente com a história. Amei e com certeza me tornei uma “Revê”.

“Ninguém aqui tem menor noção das coisas que são possíveis neste mundo, e o pior é que ninguém prestaria atenção se você tentasse elucida-las. As pessoas preferem acreditar que magia é apenas uma ilusão inteligente, porque achar que é algo real não as deixaria dormir à noite, de medo da própria existência.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CantinhodaAmiga

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...