3 de set de 2010

A sua verdadeira vocação

Encontra-lá não é questão de sorte: tem muito mais a ver com o quanto você conhece a si mesma e as profissões.
Vamos descobrir quais são os verdadeiros mitos e verdades:

O talento surge quando a gente é criança.
MITO. É possivel descobrir um talento novo em qualquer idade. Afinal, você vai aprender coisas novas pelo o resto da vida e pode se destacar nelas desde que haja um incentivo e tenha interesse nisso. Na maioria das vezes, nossos pontos fortes são determinados pelo apoio que recebemos para desenvolvê-los. Isso quer dizer que você pode mandar bem em vários assuntos, mas, se alguém elogia seu desempenho em música, por exemplo, seu cérebro armazena essa informação. Então toda vez que você for cantar, sentirá superconfiante para enfrentar as dificuldades nessa área.

Um hobby pode virar profissão.
VERDADE. Existem capacidades de que a gente aprenda de maneira natural, por interesse ou vivência. Muitas vezes, elas não estão entre as matérias da escola. Isso vale tanto para aquelas fotos incríveis que você tira (e que seriam superúteis a um fotógrafo), quanto para a sua paciência de santo em ouvir todos os problemas dos amigos (você é o psicólogo da turma). Leve esses detalhes a sério: eles também falam sobre quem você é! As vezes, dá também para descobrir que a universidade não é um caminho ideal para os seus planos. Mas lembre: toda profissão tem desafios e exige dedicação e, além disso, o ensino superior costuma ser mais valorizado em qualquer lugar do mundo.

As matérias em que me destaco são a vocação.
MITO. As matérias que você tem na escola são só uma parte do que um curso naquela área é na faculdade. Por exemplo: não é só porque você é boa em matemática, que você deve, obrigatoriamente, fazer algo no campo das exatas. Até porque sua facilidade com números pode ser usada em várias carreiras, algumas nada óbvias, como biologia e moda. Tenha sempre em mente que você deve perseguir o que gosta. O vestibular é só o começo de uma longa trajetória.  A sua profissão vai acompanha-lo pelo resto da vida e determinará boa parte do futuro, como seu circulo de amigos, sua rotina e seu estilo de vida.

Herdar a mesma vocação dos pais é ruim.
MITO. Isso acontece com muita freqüência e não faz mal nenhum. Se admira o trabalho de seus pais, sorte a sua: desde pequeno você tem acesso a informações sobre a realidade carreira que interessa. O que não pode rolar é pressão - nem dos seus pais e nem de si mesmo - para seguir a profissão deles. Caso sinta-se pressionado pelos dois, vale a pena ter uma conversa aberta com eles. O papo não rola tão fácil na sua casa? Fale então com outro adulto de confiança. Ele poderá fazer a ponte entre vocês. A conversa com seus pais também vale se a pressão for de si mesmo. Um bom papo pode ser a solução tanto para aliviar as suas neuras quanto para ajudá-lo a encontrar o seu verdadeiro desejo.

Todo mundo tem pelo menos uma vocação.
VERDADE. A gente sempre tem um talento e praticamente tudo pode ser aprendido com dedicação e esforço. É comum admirarmos pessoas talentosas e achar que elas nasceram com um dom. Mas, na maioria das vezes, houve muito trabalho. Alguns sortudos conseguem saber desde muito cedo que tipo de habilidade querem desenvolver e se aprimoram nela com o passar do tempo. Aí, quando se encontram com quem acabou de descobrir o que quer fazer da vida, essas pessoas já tem muito mais tempo de treino. Claro: às vezes, a natureza ajuda. É o caso, por exemplo, de quem nasce com ouvidos superafiados para memorizar canções. O mesmo vale para dançarinos: características nos ossos podem facilitar o aprendizado.

Ter dúvidas é supernormal.
VERDADE. Nessa idade, você ainda está aprendendo a se conhecer melhor. Isso quer dizer que não é o fim do mundo se ainda não tem ideia do que fazer do futuro. A questão é que, quanto mais interesses você tiver, mais dificil será a sua escolha. Ao mesmo tempo, também são maiores as chances de conseguir se dar bem em mais de uma carreira. Para driblar as dúvidas, pense objetivamente sobre as atividades de que mais gosta e as que acham mais chatas. Depois, coloque tudo em uma lista. Assim fica mais fácil enxergar o conjuto e entender melhor a relação entre elas. Pesquise mais também sobre cada curso. E converse com pessoas de cada área que interessa, busque informações sobre universidades e também em guia especializados. Aos poucos, vai ficando mais claro o que você quer de verdade.

Fonte: Revista Capricho

No próximo post: Saiba como chegar lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CantinhodaAmiga

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...